Blog do Pr. Meirinho


06/10/2011


 
 

VOCÊ ACREDITARIA...

EMANUEL NEWS


VOCÊ ACREDITARIA...

 

Que um menino de origem síria que foi colocado à doação pelos seus pais que de tão pobres não tinham condições de criá-lo, pudesse um dia se tornar  alguém conhecido mundialmente? Que esse mesmo menino, depois de passar pelo ensino fundamental e médio, ingressasse na universidade, e apenas estudasse seis meses e tivesse que desistir porque os seus atuais pais não tinham condições de arcar com os seus estudos, fosse se tornar um gênio?

Olhe para os seus dedos, principalmente para o indicador, aquele que pedindo ajuda para o polegar consegue segurar um lápis para traçar linhas, fazer desenhos, escrever letras, fosse um dia ser tão utilizado para movimentar imagens, gráficos, textos nas telas dos computadores, graças a esse menino gênio que um dia comprou um lápis para fazer um curso de caligrafia, porque suas letras eram esquisitas?

Ele mesmo!  Steve Jobs; que o primeiro nome na fonética portuguesa aproxima-se do verbo estar, e o segundo nome traduzido – Jobs, que quer dizer serviço, trabalho. Ele mesmo, “Esteve a Serviço” da humanidade para popularizar a informática permitindo acesso prático e fácil de milhões de pessoas a mais variada informação, apenas com o toque do dedo indicador.

Ele se tornou o pai de produtos revolucionários que ficaram conhecidos como Macintosh, iPod, iFone e iPad, com os quais também me tornei usuário. Eu, que passei pela caneta a tinteiro, pelas velhas máquinas de datilografar, mimiógrafo à álcool. Quando cheguei aos trinta anos tive acesso à maquina de datilograr da EBM, capaz de produzir dois ou três tipos diferentes de letras, que deixava o texto um pouco mais elegante, que acompanhei toda essa revolução até chegar  ao presente; tenho que me render e dizer como muitos – o mundo, em termos de informática é, antes e depois de Steve Jobs.

Mas, além de tudo isso, que partiu da mente desse  gênio formidável, ainda nos deixou outro legado, apesar de não ser isso sua preocupação: É preciso ter ousadia e ouvir a voz do coração. É preciso sonhar e trabalhar para superar os obstáculos. É preciso ir além dos percalços da existência, dos remorsos, dos temores e do passado que para muito é assombrador,  da doença e da própria morte, como falou aos alunos da Universidade de Stanford, um ano após ter passado pela cirurgia para retirada do tumor alojado no pâncreas: “Ninguém quer morrer. Mesmo as pessoas que querem chegar ao paraíso, não querem morrer para estar ali. Mas, apesar disso, a morte é um destino de todos nós. Ninguém nunca escapou. E deve ser assim, porque a morte é provavelmente a maior invenção da vida. É o agente de transformação da vida. Ela elimina os antigos e abre caminho para os novos”.

É claro, que Steve não tinha a intenção de falar de outras vidas, ele se sentia chamado para facilitar e ajudar a humanidade na existência telúrica, porque quanto a vida futura, quem deve usar de criatividade para conduzir as pessoas à sua conquista é, eu e você, dentro daquilo cremos e que foi determinado pelo Evangelho, que nos assegura que, pela morte todos passarão, mas ela é superada pela vitória em Cristo, como escreveu Paulo: “Quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória”.

Steve Jobs,  acostumado a superar etapas,  enfrentar grandes desafios, sabia que seu tempo estava chegando ao fim, e talvez por isso, o assunto morte lhe era inevitável, como este: “Se hoje fosse o último dia de minha vida, queria fazer o que eu vou fazer hoje? E se a resposta fosse não, muitos dias seguidos, sabia que precisava mudar algo”.  De acordo com este conceito, não sei se teve alguma noção de que o dia 05/10/2011 seria o seu último dia, e nem se sentiu ou teve  necessidade, ou  tempo, disposição para mudar algo, mesmo que fosse de forma interior. O que sabemos é que, sua existência física foi encerrada, seus feitos lembrados e sua entrada ao paraíso, dependeria apenas dele, porque com base no amor e propósitos de Deus o caminho estava aberto.

 

Do ponto de vista temporal, pelas informações que tivemos acesso; com Steve aprendemos a forma como devemos ser criativos, determinados, apesar das adversidades. Mas, com Paulo aprendemos que,  a morte, apesar de certa, não determina o fim, mas apenas um novo começo,  para coisas novas em dimensão superior, mas para isso é também necessário preparação. Criatividade não, porque tudo já está preparado, como afirmou Jesus de Nazaré: “Não se perturbe o coração de vocês. Creiam em Deus, creiam também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu lhes teria dito. Vou preparar-lhes lugar”.

Francisco Meirinho

prmeirinho@htmail.com

www.prmeirinho.zip.net

www.moysesferreira.com

www.ministerioemanuel.com

 

 

Categoria: MEIRINHO NEWS
Escrito por Francisco Meirinho às 22h17
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/10/2011


 
 

NOSSAS PRIORIDADES

EMANUEL NEWS


 

NOSSAS PRIORIDADES

 

Macintosh HD:Users:franciscomeirinho:Documents:Foto Homem.jpgPodemos ter noção do que é realmente prioritário nas nossas vidas, sem contudo colocá-lo em ação. De qualquer maneira, saber que existe algo, ou elementos que são prioridades, sem dúvidas é o primeiro passo; aplicá-lo é uma questão de estratégia e bom senso.

Se alguém lhe perguntasse, quais são as prioridades da sua vida, como responderia? Uns diriam: família, saúde, estudo, trabalho, dinheiro. Outros: Deus, família, saúde, estudo, trabalho, etc. Assim, teríamos muitos elementos, alguns comuns à maioria, que seriam colocados na ordem de grandeza, se usasse da sabedoria, considerando etapas da vida.

Não tendo a intenção aqui de mostrar o que deve ou não ser prioritário, mas, tão somente dizer que é importante que cada pessoa faça uma profunda reflexão sobre o valor e grandeza daquilo que considera prioritário, porque, a partir deles ficará bem mais fácil optar por outras coisas, que também podem ser importantes, mas não como prioridade. Quando colocamos, ou nos deixamos envolver por algo de somenos importância, interrompemos o acesso do que é essencial, vital, para a nossa existência como ser humano, que tem por objetivo crescer e ser um instrumento de bênção para o mundo.

Se Jesus fosse perguntado sobre o que é prioritário, certamente repetiria o que ensinou: “Buscai o reino de Deus e sua justiça, as demais coisas vos serão acrescentadas”. É claro que a expressão – “reino de Deus e sua justiça” reveste-se de uma grandeza  ainda a ser melhor compreendia.

Como você vem optando e analisando o que é prioritário? Há espaço na sua vida para colocá-lo, ou já está totalmente preenchido por coisas triviais, banais, ou menos importante?

Um mestre foi questionado por seu discípulo sobre a real importância das coisas. No lugar de responder-lhe, o mestre pediu aos discípulo que pegasse um vaso de boca larga e colocasse algumas pedras grandes dentro dele. Assim feito, perguntou: - O vaso está cheio? – Sim – respondeu. Então o mestre disse: coloque agora pedregulhos dentro do vaso. – E agora, está cheio? – Sim. Novamente o mestre fez novo pedido para que colocasse areia. – Está cheio? – Sim. Respondeu o discípulo.  E pela última vez pediu para que colocasse água. Nesse ponto o discípulo interveio dizendo: Entendi mestre. A real importância das coisas está na maneira como as colocamos. – o Mestre respondeu: - Não. O vaso só pode estar cheio desta forma, porque as grandes coisas foram colocadas primeiro, depois as menores”.

Quais são as coisas que temos considerado prioritárias, e como as temos colocado em nossas vidas?

Francisco Meirinho

prmeirinho@htmail.com

www.prmeirinho.zip.net

www.moysesferreira.com

www.ministerioemanuel.com

 

Categoria: MOTIVAÇÃO E FÉ
Escrito por Francisco Meirinho às 10h08
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
 

Perfil

Meu perfil
Estados Unidos, CT, Bridgeport, Homem, Portuguese, English, Livros, Esportes
MSN -

Histórico