Blog do Pr. Meirinho


27/01/2012


 
 

QUAL É A NOSSA PARTE?

Parte é a porção de um todo; fração. Em processo jurídico representa a pessoa que trata de seus interesses. Em contrato pode ser o outorgante. Mas a todos é franqueado pedir algo à parte.

Das porções de algo de que somos formados, assim crescemos fazendo parte, necessitando de partes. Mesmo rejeitando certas partes, elas acabam fazendo parte da nossa existência: “O medo faz parte da vida da gente. Algumas pessoas não sabem como enfrentá-lo, outras – acho que estou entre elas – aprendem a conviver com ele e o encaram, não como uma coisa negativa, mas como um sentimento de autopreservação” (Ayrton Senna).

Há muitas coisas negativas que fazem parte da nossa existência, que são resultados de estranhas partes, para as quais convergimos, atraímos ou  incorporamos. De acordo com Victor Hugo – “Os infelizes são ingratos; isso faz parte da infelicidade deles”.

Faz parte do desobediente a angústia do pecado, do inconstante o sentimento de culpa, do pessimista a sensação de derrota. Mas, daqueles que se posicionam de forma coerente em relação à vida e seus ideais, faz parte, a lisura de caráter e a distinção de nobreza em todas as circunstâncias.

Embora sejamos um todo, também somos divididos em parte. É difícil lidar com a parte em nós que nos aflige e, muito menos a parte do outro que faz parte da gente. O outro, não só pessoas, mas também instituições que surgiram da necessidade de atender partes da nossa existência. Por exemplo, a igreja – que somos,  não surgiu por si mesma, mas como parte da nossa necessidade espiritual e social e, da outra parte, que mostra os propósitos de Deus, que Cristo chamou, não de parte, mas de todo – meu corpo. Nesse caso, para que nos sintamos bem devemos perguntar a nós mesmos – qual é nossa parte? O filho pródigo, por alguma razão, resolveu pedir ao pai a sua parte: “Pai dá-me a parte que me cabe dos bens”. Aquela parte tirada do todo, dirigida para outra parte,  fez dele o pródigo completo, até que refletiu, caiu em si e voltou em busca da parte que ainda lhe estava reservada – o amor. Inesgotável amor!

O filho pródigo pediu a sua parte porque passou a odiar outra parte que deveria ser incorporada e não rechaçada. Tem alguma parte no outro ou em você que  está sendo odiada? Hermam Hesse, observou: “Se você odeia alguém é porque odeia alguma coisa nele que faz parte de você. O que não faz parte de nós não nos perturba”.

Qual é a sua parte, na parte que você não gosta, mas que faz parte da sua vida? Não faça como o filho pródigo, fique na casa,  ela é sua parte. Tem gente que gosta de aprender com os seus próprios erros ou/e com os erros dos outros, mas é melhor aprender com aqueles que acertam, esses sempre ficam com a melhor parte. 

Francisco Meirinho

prmeirinho@hotmail.com

www.prmeirinho.zip.net

 

 

 

 

 

 

Categoria: MOTIVAÇÃO E FÉ
Escrito por Francisco Meirinho às 09h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/01/2012


 
 

"DESABAFO ENTRE OS SÁBIOS"

Autor: F. MEIRINHO

Buscar na Web "F. MEIRINHO"

Quando: 25/01.2011

Desabafo entre os sábios:

* "Não há poema em si, mas em mim ou en ti" (Octávio Paes)

* "Tem gente que adora mistérios, por isso, rejeita o cristianismo simples e verdadeiro" (F. Meirinho)

* "A água corre tranquila quando o rio é fundo" (William Shakespeare)

Categoria: Citação
Escrito por Francisco Meirinho às 19h47
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]
 

Perfil

Meu perfil
Estados Unidos, CT, Bridgeport, Homem, Portuguese, English, Livros, Esportes
MSN -

Histórico