MORDOMIA CRISTÃ

MORDOMIA CRISTÃ

A palavra mordomo relacionada ao novo testamento, que tem origem no hebraico é: a) Ha-ish asher al que significa: homem que está sobre; b) hasher al bayith – quem está sobre a casa e – c) bem mescheq – filho de aquisição. De origem grega temos: a) Epítropos – encarregado, encontrado três vezes: Mt 20. 8; Lc 8. 3 e Gl 4. 2. b) Oikonomo, mordomo, de onde vem a palavra economia, economista. Oikos – casa + nomos – regras, leis, costumes. Síntese: Um economista estuda para ser um - administrador da casa, segundo a lei, ou regra. Neste caso, não deixa de ser um mordomo, cada cristão que é chamado para ser salvo, e treinado para ser mordomo, segundo as regras do Evangelho da Graça,  principalmente sobre três categorias:  Mordomia do tempo, do tesouro e do talento.

1.    MORDOMIA DO TEMPO

a)    O tempo passa, ou passamos pelo tempo? De qualquer forma o tempo tem seu aspecto relativo. Alguém diz: Este ano o tempo passou rápido!

b)   Para muitas coisas na vida, o tempo é objetivo e real. O juiz apita e diz: Acabou o tempo! Ou, tempo esgotado. Seria o tempo para cada um de nós, um período no espaço no qual tenho tarefa para cumprir?

c)    Dentro do espaço chamado tempo individual, Paulo recomenda: “Portanto, vede prudentemente, como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus” (Ef 5. 16). Remir o tempo é aproveitar a oportunidade para ser bom, no mínimo – melhor. Hoje, você está melhor, ou pior? É tempo de refletir!

2.    MORDOMIA DO TESOURO

a)    Jesus disse:”Onde tiver o teu tesouro, ali estará o teu coração”. Esta declaração está recheada de sabedoria.  Para quem deseja saber onde está o seu coração, a dica é simples”Onde você investe? No que você acredita, e que merece depositar o seu tesouro?

b)   Paulo enfatiza a necessidade de aplicar parte do tesouro em aplicação eterna – (2 Co 9. 5 – 8):

-       V. 5. Achei conveniente (...) que preparassem donativos como expressão de generosidade e não de avareza...

-       V. 6. Afirmo: Aquele que semeia pouco, ceifará pouco. Quem semeia com fartura, com abundância ceifará.

-       7. Cada um contribua (...) não com tristeza ou por necessidade, porque Deus ama o que dá com alegria.

-       V. 8.  Deus pode fazer abundar (...) Tendo em tudo ampla suficiência, superabundeis em toda graça.

3.    MORDOMIA DO TALENTO

a)    Talentos são aptidões que temos: Naturais e/ou adquiridas. Alguém já disse: Tudo o que tenho e sou ofereço ao meu senhor. Na verdade, ser um mordomo consciente é descobrir que administrar os bens do grande Senhor do universo é, fazer parte do seu reino, como herdeiro natural.

b)   Pensei: Se não sou dono de mim e nem de nada no meu entorno, prefiro ser um bom mordomo do bem alheio, no qual me vejo incluso.

c)    A mordomia cristã é pessoal. “Na mordomia, nenhum homem pode realizar o dever do outro. Nenhuma procuração é permitida, ou possível. A mordomia envolve responsabilidade pessoal. (C. A. Cook)

Ser um bom mordomo é cuidar do bem do outro como se fosse seu. Aquele que disse: “Pai, eu quero que todos sejam um comigo, como eu sou um contigo” (JO  17. 21) – é o mesmo que expressou: “Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo  os que me deste, para que vejam a minha glória...(Jo 17. 24). Está garantido ao mordomo fiel, ver e participar da glória do grande Rei.

Pr. F. Meirinho

www.prmeirinho.zip.net

http://fmeirinho.wordpress.com

http://ccaltenativa.wordpress.com

facebook:F. Meirinho

Facebook: Comunidade Cristã Alternativa

Twitter:@FMeirinho